Postagens

Mostrando postagens de abril, 2020

Barracão Literário: O Guardião e os Gnomos

Barracão Literário: O Guardião e os Gnomos : Na densa floresta de sândalos o guardião caminhava lentamente, as vezes esfarelava pequeno galhos caídos no chão, mesmo sem vida ainda pe...

Invisível e Poderoso

Imagem
Invisível e poderoso esse vírus que atacou o mundo, não sabemos ao certo se é ataque ou contra ataque porque a terra tem uma enorme dívida com o universo. Sentimos muito pelos inocentes que possivelmente sejam só crianças. Desde o princípio que luz e trevas travam um combate pelo domínio universal, e a Terra tem sido uma grande ponte para ambos. Parece inútil alertar que aqui é um planeta de reconstrução, mas esqueceram de controlar as entradas e por isso anjos e demônios caminham na mesma calçada. Guerras, massacres e experiências sinistras, transformaram o planeta em terra de ninguém. E nesse cabo de força, o nó da corda saiu da linha divisória dando uma ligeira vantagem para o mundo escuro do medo e da incerteza, mesmo que exista uma resistência dos que se preocupam com a vida, precisarão de uma estratégia de reversão, caso contrário as consequências nos levará a tempos tempos tenebrosos. Dirão, em momentos tão difíceis alguém ainda escreve de forma tão negativa e assustadora

Tempo Apocalíptico

Imagem
Tempo apocalíptico, em que o universo faz alguns ajustes tentando encontrar o despertar da consciência humana. A economia mundial que até pouco tempo enrolava-se em lenços por chorar miséria, em um passe de mágica descobriram um tesouro de bilhões e trilhões para tentar minimizar uma pandemia mundial. A pergunta que fica no ar é a seguinte: Será que se tivessem tentado controlar os monstros da ganância e da violência, estaríamos nessa calamidade? Desmataram, explodiram, exploraram descriminadamente, escravizaram, e agora? Morrem ricos e miseráveis e quase todos sem direito a um velório. No tempo das dez pragas do Egito, o mundo estava mergulhado em violência, desobediência e destruição. Muitos morreram, outros sofreram e a maioria dos sobreviventes esqueceram, e depois das pragas proliferaram as suas maldades. Tomaram cidades, dizimaram povos, feriram a liberdade, e entenderam que o poder venceria o amor, não foi isso que aconteceu. O amor venceu o poder com os gritos de dor e as